CLUBE PARANAENSE DE CICLISMO DE MONTANHA

VITÓRIAS E BRIGAS NA COPA INTERNACIONAL SUNDOWN MTB 2008 (OURO BRANCO,MG)

Rubens Donizete e Jaqueline Mourão garantem vitória na segunda etapa da Copa, que ainda foi palco de uma grande discussão

Por Amigos da Bike

Ouro Branco, em Minas Gerais, foi palco neste domingo, dia 08 de junho, de grandes vitórias, disputas acirradas e de brigas tanto fora quanto dentro da pista. A segunda etapa da Copa Internacional Sundown de MTB sagrou Rubens Donizete, o Rubinho, como o grande vencedor da categoria Elite Masculina, enquanto na Elite Feminina, quem venceu foi Jaqueline Mourão, porém, sua vitória foi em meio a uma grande confusão envolvendo ela e a segunda colocada, Érika Gramiscelli. Esta prova também foi mais uma seletiva das Olimpíadas de Pequim, sendo que a primeira aconteceu em Araxá e a terceira – e última – será no Campeonato Brasileiro em julho.

Rubinho teve uma das provas mais difíceis do ano, ele passou a prova inteira com Edivando na sua cola, chegando até a ultrapassá-lo algumas vezes. Logo na primeira volta, Rubinho abriu uma vantagem de 7,5 segundos de Edivando. Na segunda volta, foi Edivando quem assumiu a liderança. Rubinho conseguiu se recuperar, mas com pouca vantagem na terceira volta, sua diferença de 3 segundos em relação a Edivando fez o o atleta de Ilhabela ficar na roda do vencedor de Araxá. E se seguiu essa disputa até a penúltima volta, quando Rubinho diminuiu seu ritmo. “Na penúltima volta eu tirei um pouco o pé por causa da última volta, que sempre é mais dura”, conta Rubinho. “Por isso eu diminuí, para que na última volta eu chegasse no limite, deu certo e estou muito feliz com a vitória”.

Edivando considerou um bom resultado, já que o percurso de Ouro Branco era bastante difícil. “Essa pista é muito difícil de você se desenvolver. Por mais que tente tirar tempo você vê que é uma coisa muito lenta”, relata Edivando. “Aquela vantagem que o Rubinho abriu faltando duas voltas eu vim buscando aos poucos, mas pra tirar a vantagem você tem que fazer muita força, o que não é fácil nesse tipo de percurso”. No final, até Rubinho elogiou sua corrida: “Foi uma disputa legal com o Vando”.

Quem também ficou muito satisfeito com a posição foi Ricardo Pscheidt, que ficou em terceiro lugar na competição. Ele, que largou em 21º lugar porque na etapa de Araxá não havia concluído a prova, conseguiu se recuperar durante a corrida, finalizando a etapa entre os três primeiros. "Não estou no nível de brigar pela primeira posição, mas estou melhorando", confessa o atleta. "Essa terceira posição me deixou muito feliz e me dá uma motivação a mais para o Campeonato Brasileiro”.

Vitória e briga

Na Elite Feminina, Jaqueline Mourão conseguiu garantir a sua vitória em meio a um grande "bate-boca" com Érika Gramiscelli. Jaqueline, menos agressiva nesta etapa, teve em sua roda Gramiscelli, que já na primeira volta vinham coladas no mesmo segundo. Adriana Nascimento aparecia na terceira colocação com aproximadamente 20 segundos de diferença, mas ela saiu da competição logo em seguida, devido ao pneu de sua bicicleta que rasgou, impossibilitando o reparo mesmo com a troca de câmara.

Na segunda volta, Jaqueline abriu apenas um segundo de diferença de Gramiscelli. Elas apenas se distanciaram duas vezes, exatamente no trecho mais critico da prova que era a "Subida da Mata", onde o batimento cardíaco chegava a 190 bpm. Na terceira e na quarta volta, Jaqueline atacou muito. Na última volta, a primeira colocada diminuiu a velocidade, e Gramiscelli tentou ultrapassá-la várias vezes. Chegando na curva final, as duas trombaram, ambas caíram e se machucaram. Jaqueline levantou-se rapidamente e conseguiu chegar na reta final. Após isso, Gramiscelli envolveu-se numa discussão entre a Jaqueline e seu marido, causando ofensas mútuas e a vaia por parte do público para Gramiscelli.

Após a discussão, perguntamos para as duas competidoras o que havia acontecido. Jaqueline explicou: "Eu estava na frente da curva e ela tentou me passar por dentro e não dava pra ultrapassar porque o trecho é estreito, daí a gente caiu". E confessa: "Foi um pouco assustador, tem muita coisa a perder, principalmente nossa saúde, uma disputa que eu não esperava".

Érika não quis comentar à respeito. "Não sei o que aconteceu, só depois que sair o recurso", diz a atleta que entrou com recurso para conseguir a vitória desta etapa. "Quem estava de fora viu melhor que eu, eu estava focada na chegada naquele momento”.

Vaga para as Olimpíadas

Esta etapa de Ouro Branco foi uma das seletivas para as Olimpiadas de Pequim. Com suas vitórias, Rubinho e Jaqueline ficaram bem próximos da vaga masculina e feminina. "As Olimpíadas são um sonho para qualquer atleta, o Edivando já teve o prazer de ir em Atenas e agora eu tenho grandes chances de ir”, diz Rubinho. Porém, Edivando mantem-se confiante em relação a vaga: "Só no Campeonato Brasileiro que se decide quem vai para Olimpíada”. O campeonato irá acontecer em 14 de julho na cidade de São Bendo do Sul, Santa Catarina.

A próxima etapa da Copa Internacional será em agosto em Congonhas, Minas Gerais. A classificação completa da competição você encontra no site www.copainternacionalmtb.com.br.

Por: Márcio Dantas de Andrade
www.amigosdabike.com.br

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

VISITANTES ONLINE

site statistics

TOTAL DE VISITAS