CLUBE PARANAENSE DE CICLISMO DE MONTANHA

ATÉ QUANDO, BÊBADOS IRRESPONSÁVEIS?!?!

CICLISTAS SÃO ATROPELADOS EM FLORIANÓPOLIS

Um motorista embriagado atropelou na manhã do último Domingo 3 de agosto, em Florianópolis (SC), dois triatletas catarinenses que treinavam com suas bicicletas.

Segundo as informações da Polícia Rodoviária de Santa Catarina, THIAGO LUIZ STABILLE, 21 anos, trafegava por volta das 7h45 pela rodovia SC-402, principal acesso ao bairro de Jurerê Internacional, na região norte da cidade.

Ele estaria em alta velocidade quando atingiu os dois atletas que trafegavam pelo acostamento.

O triatleta RODRIGO LUCIANETTI, 34 anos, morreu no local. Seu companheiro de treino, MARCELO OCCHIALINI GODOY, 37 anos, foi levado para um hospital de Florianópolis com inúmeras lesões.

O hospital divulgou que seu estado de sáude é considerado gravíssimo.

Os policiais rodoviários deram voz de prisão ao motorista, depois que o teste do bafômetro comprovou que ele estaria embriagado.

STABILLE permanece detido numa delegacia da cidade, onde prestará depoimento.

RODRIGO MACHADO LUCIANETTI integrava a equipe IronMind, coordenada pelo técnico gaúcho ROBERTO MELO DE LEMOS.

Na última edição do IronMan Brasil realizada em Florianópolis em maio, LUCIANETTI completou o percurso de natação, ciclismo e corrida com pouco mais 10 horas e 45 minutos.

Manifestação - Toda comunidade esportiva e ciclística de Florianópolis e região está programando uma imensa manifestação contra o assassinato do ciclista no próximo dia 9 de agosto. No protesto por mais respeito e segurança aos ciclistas, toda comunidade cobra por justiça para que o acusado neste caso não saia impune. Em lembrança ao ciclista será instalado no local uma bike fantasma.

O que é uma bike-fantasma?

É uma bicicleta velha amarrada a um poste, árvore, etc., com uma plaquinha que traz o nome do ciclista e a data do óbito. É uma espécie de memorial, que lembraria a todos que passam por aquela estrada de que uma pessoa foi morta lá enquanto andava de bicicleta. A bicicleta é pintada de branco, e somente teria peças velhas, de maneira que não compense a ninguém roubá-la. Necessariamente, é uma bicicleta que não tem condições de rodar. O detalhe é que ela fica amarrada com cadeado, como se o próprio ciclista a tivesse estacionado lá, e assim a bike permanece, como se esperando o retorno do ciclista.

Algumas bikes-fantasma têm peças retorcidas - por vezes a bike usada é a do próprio ciclista -, que apesar de chocante, tem um efeito psicológico grande. Acho que é o tipo de coisa que deveríamos mostrar, ao contrário de esconder, porque é algo que acontece frequentemente.

Fonte: O Dia/Viaciclo

via: REVISTA BIKE ACTION

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

VISITANTES ONLINE

site statistics

TOTAL DE VISITAS