CLUBE PARANAENSE DE CICLISMO DE MONTANHA

MTB TWO DAYS

Puttkammer vence em Gravatal
Prova revela novos talentos no Sul



Texto de Marcos Adami

Fotos de Eduardo Schaucoski e Marcos Adami

Novos talentos estão surgindo no mountain bike catarinense. A primeira edição do MTB Two Days, uma maratona com três etapas nos dias 31 e 1º de agosto, revelou nomes que prometem.


Sem os grandes atletas da Elite do mountain bike catarinense, como o atual campeão brasileiro Ricardo Pscheidt, Gilberto Goes, Jair Santos, Marcelo Moser e outros de renome do Estado, a corrida serviu para mostrar que uma nova geração, como Sidenei Meves, de 19 anos, vem aí.

A prova reuniu cerca de 100 competidores. O evento foi realizado em Termas de Gravatal, a 167 km de Florianópolis, pela Sulbrasilis, empresa com sede na capital catarinense que organiza eventos em modalidades como corrida de aventura, corrida a pé de 60 quilômetros, corrida rústica (XRun) e o MultiSport, que une corrida, ciclismo e canoagem. A prova teve duas categorias principais e atraiu muitos atletas de corridas de aventura, modalidade que atravessa um momento de crise.


Alguns competidores fizeram sua estreia no mountain bike. É o caso do professor de informática Marcos Leysev (foto), de 44 anos, que veio de Floripa só para curtir a primeira etapa da categoria Amador. “É a primeira vez que corro uma prova na minha vida. Vim porque achei a distância de 32 km compatível com o que estou acostumado a rodar”, contou.

A prova teve a categoria Geral, com quilometragens maiores, e a Amador, com percurso mais curto, mas nem por isso mais fácil, já que as serras predominam na região. Na primeira etapa, no sábado, os competidores da Geral tiveram que superar 1.500 metros de ascensão total e mais 1.400 no dia seguinte.

A beleza do percurso foi o ponto alto da competição, que atravessou altas montanhas com belíssimos visuais, incluindo passagem por bosques de eucaliptos e florestas naturais, cachoeiras e rios de águas limpas. Outro diferencial do MTB Two Days foi a cronoescalada (Up Hill) individual, disputada no sábado à noite. Venceu o atleta com o menor tempo acumulado nas três etapas.

O grande vencedor foi o policial militar Leandro Puttkammer (Alemão Bike Shop), de Palhoça, que venceu no primeiro dia e somou o tempo de 4h28min47s, contra 4h31min48s de Leomar da Silva, de Itapema. Ambos são da categoria Máster A1.

A supervisão da competição foi do comissário Eduardo Schaucoski, que representou a FCC (Federação Catarinense de Ciclismo) e foi disputada nas categorias oficiais da FCC e, na profissional, contou pontos para o Circuito Catarinense de Mountain Bike.

“O evento foi muito bem planejado, com três etapas de muitas montanhas. Alguns ajustes devem ser feitos para os próximos anos. O mais importante foi o nível técnico dos participantes. A mescla de mountain bikers e corredores de aventura deu um diferencial na prova”, afirmou Schaucoski.


PRIMEIRA ETAPA

Com céu nublado e temperatura agradável, a prova começou na tarde de sábado na Praça do Meio Ambiente, com uma etapa de 42 quilômetros que entrou no município de Tubarão e trazia duas subidas fortes: uma de 450 metros e outra de 380 metros de altitude. Alguns competidores equiparam suas bikes com faróis, já prevendo uma chegada após o pôr-do-sol e a decisão se mostrou sábia, pois alguns bikers chegaram por volta das 20 horas.

Augusto Feitas (Hidropel-FME-Bike Point), de Criciúma, andou escapado quase o percurso todo, mas foi alcançado e ultrapassado na descida da última serra. “Eu passei mal do estômago e isso me atrapalhou bastante”, contou. Puttkammer, de 30 anos, voou baixo no trecho de downhill, abriu uma boa vantagem sobre os demais e cruzou a linha de chegada sozinho, com 1h55min47s de prova. Na segunda colocação da Máster A1 ficou Leomar da Silva (The Phillipines), com 1h59min25s, seguido por Augusto Freitas com o tempo de 1h59min40s. Na Sub-23, merece destaque o jovem Sidenei Meves (Sapo Verde-FME-Uniasselvi), de Indaial, que venceu na sua categoria e foi o terceiro na geral, com 1h59min39s.



“Gostei bastante do percurso. Achei bem sinalizado. O trecho foi bastante duro, com muitas subidas logo no começo, mas me esforcei ao máximo para fazer um bom tempo porque sabia que o resultado vinha da somatória das três etapas”, contou Puttkammer.


CRONOESCALADA

Após chegar o último competidor da primeira etapa, a organização já estava pronta para dar a largada da cronoescalada noturna quando uma fria chuva começou e esfriou o ânimo de alguns, que chegaram a propor que a etapa noturna fosse cancelada.

Uma rápida votação foi feita e a corrida noturna foi mantida. Quem quisesse, poderia optar em não correr e receber o tempo do último colocado mais 10 minutos.

Da Praça do Meio Ambiente, os atletas largaram um a um - pela ordem da chegada da primeira etapa – em intervalos de 30 segundos. O trajeto tinha cerca de 2 km e levou os 50 atletas que encararam o desafio de enfrentar a montanha e a chuva até o topo do Morro São Miguel, com 376 metros de altura.


A vitória ficou com Augusto de Freitas, que marcou o tempo de 5min23s e reduziu a diferença para o líder Puttkammer, além de ganhar um pingente de prata como prêmio pela vitória.

 
“Acertar bem a postura, a respiração e a cadência foi fundamental para conseguir um bom resultado. Tentei tirar um pouco de tempo em relação ao líder e consegui baixar um minuto”, contou o ciclista, que é irmão gêmeo de Gustavo Freitas “Maninho”, técnico da Seleção Brasileira de Ciclismo Junior.

Puttkammer marcou 6min46s e ficou com o nono tempo da crono, mas manteve a liderança com boa vantagem sobre os demais.

SEGUNDA ETAPA

A chuva do sábado baixou bastante a temperatura na manhã do domingo e a largada, marcada para as 8h30, sofreu um providencial pequeno atraso.

Na segunda etapa, os atletas da geral tinham mais 53 km e 1.400 de ascensão pela frente, dessa vez em direção ao Norte e com passagem por três serras, a última delas, bastante íngreme no trecho final.


Logo nos primeiros quilômetros, o atleta da Máster A1, Ewerson Cardoso Ferreira, escapou sozinho, com Augusto Freitas na perseguição. Mais atrás vinham Puttkammer, Leomar, Sidenei (Sub-23) e Odair Westphal (Máster B1).

Ewerson e Freitas se agruparam e chegaram a abrir 3min40s. Lá atrás, os perseguidores se organizaram e aumentaram o ritmo, enquanto que a dupla escapada perdia forças e acabou pregando de fome.

“Usei muito a coroa do meio no início e forcei bastante para tentar reverter o resultado. Levei só dois envelopes com gel e acabei com fome”, explicou Freitas.



Antes do topo da última serra, a fuga foi neutralizada e o jovem Sidnei Meves mostrou toda sua técnica de downhill na última descida para escapar e cruzar a meta sozinho, com 2h25min24s.
“Eu estava de bike full e com pneus que agarram bem nas curvas e me aproveitei disso. Também costumo treinar descidas velozes e isso me ajudou. Apesar da distância, achei o trecho menos pesado do que o do primeiro dia. A parte mais difícil foi a última subida, mas foi onde consegui alcançar o primeiro colocado e decidir a etapa”, explicou o vencedor da última etapa, que faturou o título de campeão da Sub-23.



Na segunda colocação chegou Leomar da Silva - com 2h26min12s – seguido por Puttkammer, com 2h26min14s, que garantiu o título geral.

AMADORES

 
Entre os amadores, o destaque ficou com Marcos Vinícius Martins, de Garapuava (PR).


Na categoria feminino, que competiu nos trajetos da Amador, a vitória em ambas etapas foi da gaúcha Andréia Henssler, de Igrejinha, integrante da equipe Lagartixa com mais de 75 participações em corridas de aventura mundo afora.

“Essa foi minha segunda prova de mountain bike e gostei muito. Em outubro disputo o mundial de Corrida de Aventura na Espanha”, contou.

“A prova foi um sucesso, uma verdadeira festa do esporte, reunindo atletas de todas as regiões catarinenses e de estados como Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais”, comemorou o organizador, Anderson Roos, responsável pela Sulbrasilis.

Foram premiados com troféus os três primeiros colocados em cada categoria com os melhores tempos no somatório das três etapas.

O MTB TWO Days foi promovida pela Associação de Esportes na Natureza (Naturesporte), contou com apoio da Prefeitura Municipal de Gravatal, do hidrotônico i9 e da Banana Power.

Marcos Adami viajou a convite da Sulbrasilis


RESULTADOS POR CATEGORIA:

AMADOR

1º Marcos Vinícius Martins – Martins

2º Iuri Cristofolini – Bike 2000

3º Magnus Pavei – Audaciosos/Jaguaruna



JUNIOR

1º Osmar Dalcanale Junior –Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi

2º William Ciceri 3º Samuel Schmitz



FEMININO

1º Andreia Koetz Henssler– Equipe: Lagartixa

2º Ana Luisa Panini – Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi

3º Marlise Evald – Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi



SUB-23

1º Sidenei Meves – Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi

2º Ricardo Verbin

3º Kaio da Veiga – Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi



MASTER A1

1º Leandro Puttkammer – Alemão Bike Shop/Trust

2º Leomar da Silva

3º Augusto Canabarro de Freitas - Hidrorepel/FME/Bike Point



MASTER A2

1º Jefferson Kranholdt – Copynews/Orbea/G2S

2º Anderson Kranholdt – Copynews/Orbea/G2S

3º Edemar Ratkiewicz - CentralBike/São José - SC



MASTER B1

1º Odair Westphal - Associação Avalanche de Ciclismo

2º Paulo Roberto Adriano - Pedalli Bike Store

3º Douglas Wermuth



MASTER B2

1º William Max Muller

2º Silvio Ferrari


MASTER C

1º Ingwald Evald – Sapo Verde/FME Indaial/Uniasselvi

2º Mauro Virissimo – Bike Patrulha

Resultados completos e fotos podem ser conferidos no site oficial do evento: www.sulbrasilis.com.br/2010/mtb2days/index.htm


VEJA TAMBÉM:



MTB TWO DAYS - GALERIA

Confira galeria comentada com as melhores imagens da prova em SC
Clique na imagem abaixo para abrir o álbum:



FONTE: BIKEMAGAZINE

0 COMENTÁRIOS:

Postar um comentário

VISITANTES ONLINE

site statistics

TOTAL DE VISITAS